30 de setembro de 2011

Webisode Muniz & Sinatra em New York, New York.



Webisode Muniz & Sinatra em New York, New York. from Soul Collective on Vimeo.



Surfers: Alejo Muniz, Julian Wilson, Joel Parko, Heitor Alves e Brett Simpson.

Imagens: Paulo Kid

Edição: Caio Faria

Produção: Soul Collective

Música: New York, New York - Frank Sinatra

25 de setembro de 2011

Marlon Klein e Chris Ward em Trestles, Califórnia

O surfista catarinense Marlon Klein esteve recentemente na Califórnia onde encontrou o top norte-americano Chris Ward e sua filha, Malia Ward, numa divertida session em Trestles, Califórnia. As imagens e a edição são da dupla Gustavo Graf & Marlon Klein.

Episodio 1 - Marlon e Wardo mist Lowers from Gustavo graf on Vimeo.




Dica de vídeo: os clips acima foram capturados com uma
camera Panasonic AG-HPX170, formato Formato: 720 x 60p.

22 de setembro de 2011

Kelly Slater vence o 2011 HURLEY PRO

Kelly vence mais uma e segue mais líder do que nunca.

O 2011 Hurley Pro, 7ª etapa do circuito mundial da ASP foi finalizado nessa quarta-feira, 22 de setembro, em Trestles, Califórnia, com a 48ª vitória do norte-americano Kelly Slater.

Altas ondas, praia cheia e toda a visibilidade que um grande evento de surf merece. Assim começou o final day do Hurley Pro na clássica bancada de Lower Trestles. E pela primeira vez na história da ASP, dois surfistas se enfrentaram em três finais consecutivas. No caso aqui, Kelly Slater e Owen Wright, que fizeram a final em Teahupoo, New York e Tretles.

O último dia do Hurley Pro iniciou ccom as baterias da repescagem do Round 5. Heitor eliminou Taj Burrow. Josh Kerr venceu Jeremy Flores. Mick Fanning eliminou Damien Hobgood e Julian Wilson derrotou Adrian Buchan.

QUARTAS

Na primeiro confronto do dia, duelo brasileiro: Adriano de Souza x Heitor Alves. Adriano, na briga pelo título mundial, começou a bateria pegando ondas regulares e com notas medianas, enquanto Heitor deu mais sorte nas ondas, mostrou mais velocidade e pressão nas manobras e venceu a disputa. Heitor 12.77, Mineiro 12.50.

Na segunda bateria das quartas, Kelly Slater simplesmente esmagou o australiano Josh Kerr, que ficou boiando a bateria toda e não encontrou boas ondas. Kelly marcou 9.43 e 8.17 e venceu a disputa. Em seguida, Owen Wright x Mick Fanning, duelo australiano. Owen, que vem em ótima fase, venceu o bicampeão mundial Mick Fanning no desempate. Ambos os surfistas marcaram 15.67, como o critério de desempate era a melhor onda, Owen Wright venceu a disputa. E na última bateria das quartas, outro duelo australiano, Joel Parkinson x Julian Wilson. Parko fez uma bateria apagada enquanto Julian Wilson mostrava toda sua vontade. Wilson fez 18.23, Parko 14.93. Julian na semi.

Os brasileiros surfaram muito bem em Trestles. Heitor Alves fez sua primeira semifinal no WT, Adriano de Souza surfaram muito bem e saiu de Trestles com a 4ª colocação no ranking da ASP;

SEMI

KELLY SLATER (USA) x HEITOR ALVES (BRA)

O professor de Trestles, Kelly Slater, contra o brasileiro Heitor Alves, fazendo sua primeira semifinal em um evento do WT. Uma bateria muito disputada, onde Kelly mostrou seus lampejos de genialidade e onde Heitor mostrou seu surf (e teve suas notas achatadas). No final de Kelly 18.40 x 16.57 de Heitor.

OWEN WRIGHT (AUS) x JULIAN WILSON (AUS)

Logo no início da bateria, o ingênuo Julian Wilson caiu no conto do maquiavélico Owen e já começou a bateria com uma interferência. Erro bobo de Wilson, principalmente diante de Owen Wright. Julian Wilson 10.04, Owen Wright 14.74

FINAL

KELLY SLATER (USA) x OWEN WRIGHT (AUS

Kelly e Owen, Owen e Kelly, Kelly e Owen. Três vezes seguidas. Que fase desses dois surfistas. Mas em Trestles é praticamente a casa de Slater, que pegou as melhores ondas e mostrou que continua sendo o melhor surfista do mundo. Kelly Slater 17.50 (8.50 + 9.00), Owen Wright 16.74 (7.87 + 8.87)













Vídeo do MeSurfTV


Resultado do Hurley Pro 2011

1 Kelly Slater (EUA)
2 Owen Wright (Aus)
3 Heitor Alves (Bra)
3 Julian Wilson (Aus)
5 Adriano de Souza (Bra)
5 Joel Parkinson (Aus)
5 Mick Fanning (Aus)
5 Josh Kerr (Aus)
13 Jadson André (Bra)
13 Gabriel Medina (Bra)
25 Raoni Monteiro (Bra)
25 Alejo Muniz (Bra)

20 de setembro de 2011

Pegando onda no sul

Em homenagem aos gaúchos, que comemoram nesse 20 de setembro a data de comemoração do início da Revolução Farroupilha, publicamos aqui dois vídeos do programa Adrenalina, do canal Futura, que apresenta um pouco da história do surf gaúcho, e o Madeirite Trópico, evento de resgate da história do esporte das ondas no Rio Grande do Sul. Um projeto bem legal de resgate histórico no sul do Brasil.


19 de setembro de 2011

Começa o 2011 Hurley Pro

Mineirinho venceu Gabriel Medina e está garantido no Round 3.

Iniciou nesse domingo, 18 de setembro o 2011 HURLEY PRO, 7ª etapa do World Tour da ASP realizado na meca do surf americano, a praia de Trestles, na Califórnia. O evento iniciou com ondas pequenas mas bem surfáveis.

Dane Reynolds e Jordy Smith não compareceram ao evento pois estão machucados. Bobby Martinez está fora da ASP por ofensas a entidade. Dos Top 10, todos avançaram, menos o australiano Mick Fanning.

Dos 08 surfistas brasileiros no evento, somente Adriano de Souza venceu no Round 1 e se classificou direto para o Round 3. Jadson André perdeu para o australiano Joel Parkinson numa bateria de julgamento bastante duvidoso. Heitor Alves perdeu para o francês Jeremy Flores. Raoni Monteiro perdeu para Taylor Knox (USA). Medina perdeu para o Adriano de Souza e a dupla Alejo Muniz e Miguel Pupo perderam para um inspirado Julian Wilson (AUS). Todos têm nova chance na repescagem do Round 2.

Outra grande bateria foi a de Kelly Slater contra Rob Machado, grandes amigos e rivais de grandes disputas num passado bem recente da ASP, e mais o havaiano Freddy P. Kelly começou bem a bateria e liderou os primeiros 10 minutos do confronto. Freddy P. esboçou uma reação e Rob Machado virou a bateria já no final do confronto. Slater ainda pegou uma última onda. Enquanto Rob Machado ia começando a entrevista do vencedor, saiu o resultado da última onda do Kelle Slater que virou nos últimos segundos e venceu o confronto.


Outra bateria muito esperada foi a de Gabriel Medina, que estreou no WT num grande confronto contra o também brasileiro Adriano de Souza e contra o havaiano Dusty Payne. Esse último nem apareceu na bateria. Dusty surfou mal e caiu de quase todas as manobras mais arriscadas que tentou. Medina começou a bateria mais tímido mas aos poucos foi incendiando a bateria e a galera na praia. Mas o show foi mesmo de Adriano de Souza. Praticamente local em Trestles, Mineiro surfou muito bem e garantiu sua participação no Round 3.

O destaque do dia ficou por conta de Julian Wilson, que marcou 8.93 e 8.67 e fez a melhor média do dia - 17.60.

Veja as fotos aqui:

http://www.hurley.com/hurleypro/photos.cfm


Veja mais vídeos aqui:

http://www.hurley.com/hurleypro/videos.cfm


RESULTADOS ROUND 1


Heat 1: Joel Parkinson (AUS) 11.96, Travis Logie (ZAF) 11.53, Jadson Andre (BRA) 11.00

Heat 2: Jeremy Flores (FRA) 15.43, Heitor Alves (BRA) 14.13, John Florence (HAW) 9.43

Heat 3: Taj Burrow (AUS) 13.66, Adam Melling (AUS) 12.36, Chris Davidson (AUS) 9.80

Heat 4: Owen Wright (AUS) 13.60, Patrick Gudauskas (USA) 13.37, Conner Coffin (USA) 11.87

Heat 5: Kelly Slater (USA) 14.57, Rob Machado (USA) 13.50, Fredrick Patacchia (HAW) 12.40

Heat 6: Matt Wilkinson (AUS) 13.67, Adrian Buchan (AUS) 13.10, Tiago Pires (PRT) 12.13

Heat 7: Taylor Knox (USA) 13.70, Raoni Monteiro (BRA) 13.50, Bede Durbidge (AUS) 10.80

Heat 8: Michel Bourez (PYF) 15.40, Kieren Perrow (AUS) 11.50, Kai Otton (AUS) 9.83

Heat 9: Adriano de Souza (BRA) 15.17, Gabriel Medina (BRA) 14.87, Dusty Payne (HAW) 8.77

Heat 10: Julian Wilson (AUS) 17.60, Miguel Pupo (BRA) 13.33, Alejo Muniz (BRA) 12.53

Heat 11: Josh Kerr (AUS) 13.00, Damien Hobgood (USA) 9.90, Daniel Ross (AUS) 6.75

Heat 12: Brett Simpson (USA) 12.40, Tom Whitaker (AUS) 11.94, Mick Fanning (AUS) 11.90



ROUND 2 (Repescagem)


1 Mick Fanning (Aus) x Rob Machado (EUA)
2 Adrian Buchan (Aus) x Conner Coffin (EUA)
3 Bede Durbidge (Aus) x Tom Whitaker (Aus)
4 Damien Hobgood (EUA) x Adam Melling (Aus)
5 Alejo Muniz (Bra) x John John Florence (Haw)
6 Gabriel Medina (Bra) x Travis Logie (Afr)
7 Kieren Perrow (Aus) x Tiago Pires (Por)
8 Raoni Monteiro (Bra) x Kai Otton (Aus)
9 Jadson André (Bra) x Dusty Payne (Haw)
10 Heitor Alves (Bra) x Miguel Pupo (Bra)
11 Chris Davidson (Aus) x Daniel Ross (Aus)
12 Patrick Gudauskas (EUA) x Fred Patacchia (Haw)


18 de setembro de 2011

Where is Sancho? Bali.

Mais um vídeo da série Where is Sancho? do filmmaker brasileiro Pietro França com o surfista sfrancês Benjamin Sanchis. Animal o vídeo!!




Where's Sancho_bali from Pietro l.f on Vimeo.



Surfers: Benjamin Sanchis,Chris Ward,Jerome Sahyoun
Filmed and edited by Pietro l.Franca
Music: To the Grain JUNIP

13 de setembro de 2011

Brasileiros na França

O Thomaz Selliens e a galera da Jamur Vídeos têm feito diversos vídeos durante essa temporada européia. Abaixo um deles, com o surfista David do Carmo aproveitando seu tempo entre uma competição e outra, para treinar forte em Hossegor, costa sudoeste da França.

Em mais um intervalo na perna européia, dessa vez entre os campeonatos de Zarautz e Pantin, os surfistas David do Carmo e Charlie Brown aproveitaram a boa previsão de ondas prevista para a costa francesa e não perderam tempo.

Mais profissionalismo, por favor

Por: Dadá Souza

Profissionalismo é o que diferencia os bons dos amadores. E respeito, uma atitude ás vezes meio escassa diante do surf brasileiro, que há tempos vêm merecendo mais reconhecimento, respeito e visibilidade. Tenho toda admiração, reconhecimento e respeito pelos que fizeram o surf competição até hoje e os tenho todos como ídolos eternos do surf nacional, mas nunca o surf brasileiro esteve tão em alta, com talentos tão trabalhados e lapidados como agora. O Brasil está bem no ranking mundial, nossa "seleção brasileira" mostrando resultado, estilo e inovação. Isso é fato. Mas cadê o respeito e a consideração? Fazer um vídeo "brazilian domination" com os brasileiros surfando bem na merreca a ASP faz, mas e o resto do ano? Quem acompanha os eventos da ASP pela internet e sempre abre os heats on demand da vida, sabe bem que raramente se vê um vídeo com as boas ondas dos brasileiros nos vídeos do dia. Boas ondas e manobras simplesmente somem na hora da edição. E isso vale para as fotos e para os vídeos. Já a atuação de alguns americanos e australianos são mais valorizadas e frequentemente recebem vídeos extras com a onda do dia, a manobra do dia, etc. Noto que existe um silencioso movimento na ASP que "seleciona" e edita o que vai (e o que não vai) para o site e para o público. E esse movimento as vezes parece que faz pouco da participação brasileira no circuito mundial, que sempre foi dominado por havaianos, americanos e australianos.

Também me chama a atenção o quanto se troca ou se erra os nomes de nossos atletas. Trocar o nome de um atleta reconhecido internacionalmente pode significar falta de atenção, falta de informação ou até uma certa falta de respeito, todas elas bem fora dos parâmetros que se espera de um trabalho profissional. Mas é o que frequentemente acontece.

Da mídia especializada tenho certeza de que falta de informação não é, já que os surfistas brasileiros estão bem no ranking e fazendo grandes baterias e eventos no circuito mundial de 2011. Da grande mídia já estamos até acostumados a erros grosseiros por falta de compreensão sobre o esporte e a cultura surf. Há tempos essa "grande mídia" simplesmente ignora a participação ou os feitos de nossos atletas nos circuitos brasileiro e mundial. O surf continua sendo um esporte para colocar no pano de fundo de uma novela ou anúncio. Não fosse o dedicado e fiel trabalho que fazem os canais ESPN e Woohoo, o surf esporte e a cultura surf não existiriam hoje na TV brasileira. Verdade seja dita. Pena que são canais a cabo e que nem todos têm acesso.

Nossos surfistas, reconhecidamente atletas profissionais, da elite do surf mundial, ganham muito menos do que mereciam receber (salários e premiações) e ainda têm que aguentar a falta de profissionalismo de uma série de "editores".

Revista da TAM
Trocando as bolas. Jadson no lugar de Mineiro e o Mineiro no lugar do Jadson.


Nome trocado no canal australiano MESURF TV



Vídeo oficial da etapa.
Se tem uma pessoa no tour que não parece em nada com o Jadson é o Patrick Gudauskas.

12 de setembro de 2011

Equipe Mormaii em El Salvador

Os atletas da nova geração da equipe Mormaii passaram 13 dias em el Salvador surfando ondas perfeitas e tubulares na América Central. Na barca Yuri Gonçalves, Vicente Romero e Wesley Santos. O vídeo é do Álvaro Martins (Marrinha).



Gabriel Varalla,o fotógrafo uruguaio de Garopaba




Já faz algum tempo que vinha observando um magrão careca, que volta e meia aparecia na paria munido de camera fotográfica e sempre ou com uma boa lente ou com equipamento para fotografar dentro d´água. Via ele nos campeonatos mas não via suas fotos. Até que no Prime de Imbituba fui conhecer melhor o Gabriel e seu trabalho com o surf e com os documentários.

Gabriel Varalla é uruguayo e mora em Garopaba, litoral sul de Santa Catarina, onde vêm se dedicando a fotografia com o surf. Estudante de Belas Artes e sempre envolvido com audio-visual, cinema e fotografia, Gabriel vem fazendo alguns trabalhos com o surf. E suas fotos são bem interessantes.
Quem quiser contratar um fotógrafo aqui na região, tá aí a dica!

Veja mais sobre o trabalho de Gabriel Varalla aqui:



















10 de setembro de 2011

ASP DIVULGA OS NOVOS TOP 34

Foto: Tostee/ASP

Após a conclusão do Quiksilver Pro New York, foi divulgado pela ASP os novos TOP 34 do circuito mundial. A rotação semestral do ranking aconteceu após a etapa de NY e nomes como o do americano CJ Hobgood foram cortados do circuito mundial. E novos atletas da nova geração estão subindo para a elite, como os brasileiros Gabriel Medina e Miguel Pupo. A partir do evento de Trestles, que inicia agora dia 18/09 na Califórnia, os novos TOP 34 entram no jogo pelo título mundial.

* O Top 34 agora será composto pelo atual TOP 32 no ranking mundial da ASP e por dois wildcards.



NEW ASP TOP 34:


1. Kelly Slater (USA)
2. Jordy Smith (ZAF)
3. Owen Wright (AUS)
4. Mick Fanning (AUS)
5. Taj Burrow (AUS)
6. Jeremy Flores (FRA)
7. Joel Parkinson (AUS)
8. Adrian Buchan (AUS)
9. Bede Durbidge (AUS)
10. Michel Bourez (PYF)
11. Adriano de Souza (BRA)
12. Julian Wilson (AUS)
13. Damien Hobgood (USA)
14. Josh Kerr (AUS)
15. Alejo Muniz (BRA)
16. Gabriel Medina (BRA)
17. Kieren Perrow (AUS)
18. Raoni Monteiro (BRA)
19. Matt Wilkinson (AUS)
20. Jadson Andre (BRA)
21. Heitor Alves (BRA)

22. Chris Davidson (AUS)
23. Brett Simpson (USA)
24. Dane Reynolds (USA)
25. Patrick Gudauskas (USA)
26. Daniel Ross (AUS)
27. Yadin Nicol (AUS)
28. Miguel Pupo (BRA)
29. Dusty Payne (HAW)
30. Kai Otton (AUS)
31. Taylor Knox (USA)
32. Tiago Pires (PRT)
33. Travis Logie (ZAF) *surfer wildcard (next on ASP World rankings)
34. Fredrick Patacchia (HAW) *surfer wildcard (injury)
1st Alternate: John John Florence (HAW)
2nd Alternate: Adam Melling (AUS)

The newly-minted ASP Top 34 will compete for the first time at the upcoming Hurley Pro at Trestles, Event No. 7 of 11 on the 2011 ASP World Title season, from September 18 – 24, 2011.

For more information, log onto www.aspworldtour.com

9 de setembro de 2011

Quiksilver Pro NY - FINAL

O australiano Owen Wright ganhou o Quiksilver Pro New York e levou o cheque de US$ 300.000. O evento foi finalizado nesta sexta-feira, 9 de setembro em Long Beach, NY.
O mar apresentou ótimas condições e ondas de um metro a um metro e meio e definitivamente colocou NY na rota de milhares de surfistas.

Depois de perder no tahiti para Kelly Slater, na última etapa, Owen wright descontou em N.Y. Owen surfou forte, achou as melhores ondas na final e mereceu a sua primeira vitória no tour.
Owen Wright 17.90 (9.23 e 8.67) Slater 14.53 ( 8.00 e 6.53)

Os melhores brasileiros foram Alejo Muniz (3°) e Heitor Alves (5°) que fizeram grande campanha em NY. Ambos mostraram muito surf e muita competência nesse evento e melhoraram suas posições no ranking.



Quiksilver Pro NY - SEMIFINAL

Altas ondas e um verdadeiro show de surf na semifinal do Quiksilver Pro New York 2011. quatro grandes surfistas em duas grandes baterias.

KELLY SLATER (USA) 19.07 x TAJ BURROW (AUS)

Mais um duelo Slater x Taj. O australiano começou muito bem o confronto e logo na primeira onda marcou um 9.30 e logo em seguida umas notas médias. Slater também começou forte e abriu a bateria com 9.07. No meio da bateria Taj faz um 9.03 e vai liderando o confronto até o finalzinho, quando Kelly Slater, frio e genial como sempre, mandou um aéreo rodando marcou um 10 e mais uma vez enterrou o australiano Taj Burrow por 19.07 a 18.33


OWEN WRIGHT (AUS) 14.84 x ALEJO MUNIZ (SC) 9.63

Uma bateria com poucas ondas surfadas. Alejo merecia ir para a final pois surfou muito o evento inteiro, mas o dia era mesmo de Owen wright. O australiano pegou as duas melhores ondas da bateria e venceu Alejo Muniz por 14.84 a 9.63

Quiksilver Pro NY - QUARTAS DE FINAL

Dia clássico de surf em Long Beach, New York. Com ondas de 4 a 6 pés lisas e perfeitas, as quartas-de-final do Quiksilver Pro NY foi pra água. A partir desse evento, vai quintuplicar o número de pranchas desembarcando no aeroporto de New York.

Na primeira bateria, TAJ BURROW (AUS) 14.77 x JADSON ANDRÉ (BRA) 14.37
Jadson começou a bateria na frente,com duas ondas tímidas. Taj começou colocando pressão em Jadson: 5.0 e 9.0. Numa boa onda, Jadson marca 8.07 e um 6.30. As ondas foram muito parecidas mas muita gente achou que o Jadson André deveria ter vencido essa bateria.



Na segunda bateriam, JOSH KERR (AUS)15.00 x KELLY SLATER (USA)15.50
Os dois vinham surfando muito durante o evento. A bateria começou devagar, Josh Kerr marcou um 5.93. Num aéreo rodando na junção, Josh Kerr faz um 9.07. Kelly faz 8.17 e 7.33 e vence a bateria.



Na terceira bateria, ALEJO MUNIZ (BRA) 12.10 x HEITOR ALVES (BRA) 10.10
Duelo de brasileiros nas quartas. Os dois surfaram muito bem o evento inteiro. Infelizmente foi uma bateria com pouquíssimas ondas. Alejo marcou 5.50 e 6.60 e venceu Heitor



E na última bateria, duelo australiano. OWEN WRIGHT (AUS) 12.93 x JULIAN WILSON (AUS). 12.44. Owen Wright vêm vivendo uma grande fase e veio para a bateria decidido a ganhar. Julian foi um pouco mais imaturo e perdeu de 12.93 a 12.44

8 de setembro de 2011

Quiksilver Pro NY - Dia 3 - Três brasileiros nas quartas de final!


Com ondas de 1 metro e boa formação, a Seleção Brasileira de Surf mandou muito bem no terceiro dia do Quiksilver Pro New York e cravou três de nossos atletas nas quartas-de-final do evento. Jadson André (RN), Alejo Muniz (SC) e Heitor Alves (CE) surfaram muito e estão nas quartas., 5ª etapa do World Tour da ASP que está acontecendo em Long Beach, NY.

Raoni Monteiro foi eliminado no Round 3 e Adriano de Souza perdeu para Jadson André no Round 5 da competição.

Quartas-de-final do Quiksilver Pro New York 2011

1 Taj Burrow (Aus) x Jadson André (Bra)

2 Josh Kerr (Aus) x Kelly Slater (EUA)

3 Alejo Muniz (Bra) x Heitor Alves (Bra)

4 Owen Wright (Aus) x Julian Wilson (Aus)






Durante as transmissões uma forte chuva aqui deixou a internet lenta e o vídeo deu algumas travadas. Foram tantas "fotos" interessantes nessas travadas que resolvi salvar e colocar aqui algumas delas.

Owen Wright


Julian Wilson

dá uma olhada no design da prancha do Kelly Slater

A pranchinha do Smelly Skater

Sem dúvidas, o careca é o cara que mais inventa e/ou ousa no tour.

Momento ROXY

Piu Pereira e Alejo Muniz, fazendo as transmissões via web

Praia lotada em Long Beach!

Heitor Alves, eliminou Mick Fanning e Joel Parkinson e está garantido nas quartas! Stoked!

7 de setembro de 2011

Quiksilver Pro NY - Dia 2

Aconteceu nessa quarta-feira, 7 de setembro, o segundo dia do Quiksilver Pro NY. Com ondas de meio a um metro em Long Beach, NY, rodaram as baterias do Round 2 e as primeiras 4 baterias do Round 3.

Adriano de Souza passou fácil pelo pelo Round 2. Mineirinho fez uma grande bateria contra o Travis Logie (ZAF) e se classificou para o Round 3 da competição. Mineiro venceu por 17.93 (8.73 e 9.20) contra 14.40 de Travis Logie.


Na primeira bateria do Round 3, Taj Burrow (AUS) mostrou um grande surf contra Adam Melling (AUS). Taj entrou rápido em sintonia com as ondas e fez a melhor apresentação do dia. Taj classificado para o Round 3. Adam Melling eliminado.

Adriano de Souza (BRA) fez outra grande bateria e eliminou o americano Patrick Gudauskas (USA) da competição. Mineiro venceu mostrou mais power e mais garra enquanto o americano tentava aéreos fracos. Adriano, o último brasileiro a entrar no Round 3 vence por 15.60 (8.00 e 7.6) contra 12.67 de Gudauskas e é o primeiro brasileiro já classificado para o Round 4.

Na 3ª bateria do Round 3, Jeremy Flores venceu o português Tiago Pires por 13.60 a 12.73

Na última bateria do dia, Jadson André (BRA) contra Damien Hobgood (USA). Jadson entrou na água mostrando muita disposição ao moer as ondas de Long Beach. Jadson venceu por 13.44 (7.67 e 5.77) contra 7.93 de Damien.

Resultados Round 3


1. Taj Burrow (AUS) 17.10 x Adam Melling (AUS) 12.87

2. Adriano de Souza (BRA) 15.60 x Patrick Gudauskas (USA) 12.67

3. Jeremy Flores (FRA) 13.60 x Tiago Pires (PRT) 12.73

4. Jadson André (BRA) 13.44 x Damien Hobgood 7.93


Baterias pendentes do Round 3

5 Josh Kerr (Aus) x Raoni Monteiro (Bra)

6 Kelly Slater (EUA) x Bobby Martinez (EUA)
7 Mick Fanning (Aus) x Fred Patacchia (Haw)

8 Alejo Muniz (Bra) x Kieren Perrow (Aus)

9 Adrian Buchan (Aus) x Heitor Alves (Bra)

10 Joel Parkinson (Aus) x Kai Otton (Aus)
11 Julian Wilson (Aus) x Brett Simpson (EUA)
12 Owen Wright (Aus) x CJ Hobgood (EUA)


Bateria já definida da quarta fase

1 Taj Burrow (Aus), Adriano de Souza (Bra) e Jeremy Flores (Fra)

Bobby Martinez está fora do Tour



Bobby Martinez há tempos vinha reclamando da ASP pelo twitter e em entrevistas. Recentemente deixou de competir em duas das etapas do tour (J-Bay e Teahupoo), sempre reclamando. Pois nessa quarta-feira, depois de vencer Bede Durbidge na repescagem do Quiksilver Pro NY, deu uma entrevista bombástica a Todd Kline, da Quiksilver, onde reclamou muito da entidade. A ASP não gostou e resolveu punir o atleta, desclassificando-o do evento de NY e suspendendo o atleta do World tour da ASP por ofensas a entidade.


Abaixo o vídeo com a entrevista que Bobby Martinez deu a Todd Kline, da Quiksilver.





Abaixo a carta da ASP se manifestando sobre o assunto:


XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Date: 7 September 2011
To: Bobby Martinez
Date of offence: 7 September 2011

Dear Bobby,
We are writing to officially notify you that you have breached Article 151, contained in the 2011 ASP International Rule Book (Rule Book).

Article 151 outlines that all Surfers shall not at any time damage the image of the sport of Surfing and can be found by clicking here.

Article 151 has been breached as a result of the numerous comments you made publicly in an interview on the webcast of the current ASP World Tour Event in New York City, which included the following language:

“First of all, I’d like to say (an the ASP are going to fine me) ‘cuz I don’t want to be a part of this dumb f***ing wannabe tennis tour. All these pro surfers want to be tennis players. They want to do a halfway cutoff. How the f*** is somebody who’s not even competing against our caliber of surfers ahead of 100 of us on the one world ratings. They’ve never been here. They’ve never f***ing made the right to surf against us, but now we’re ranked upon them. Come on now. That’s Bullshit. That’s why I ain’t going to these stupid contests no more. This is my last one because FTW, my sponsors is here and I just tell it like it is. This is my last one and I don’t like tennis. I don’t like the tour… Who gives a f***? You know what I mean?”

“I’ve been here before. I love this city. I’ll tell you right now, if my sponsor wasn’t here, I wouldn’t be here for this dumb contest. ASP? They f***ing…surfing’s going down the drain thanks to these people.”

The interview was conducted on the event live webcast being watched by a global audience, which includes many young children.

Article 147 of the Rule Book provides the ASP Rules & Discipline Committee with the authority to decide appropriate penalties to be issued where there is a breach of the Rule Book.

After careful consideration of these comments and taking into account your multiple offenses of this Article during 2011 that clearly “efface a pattern of unacceptable conduct,” the Rules and Discipline Committee have approved the following action in accordance with Article 147.03 of the

Rulebook:
Rule Breach:
Article 151 – Damage to Surfing’s Image
Action: You are suspended from the ASP World Tour
IMMEDIATELY. You will not take part in the remainder of the World Tour Event currently underway in New York City. A Rules and Discipline Report will be submitted to the ASP Board of Directors to consider expulsion for the remainder of the 2011 Surfing Season. Your suspension will remain in place until such time that the ASP Board of Directors have considered the Report.

Please refer to the ASP Rulebook at the link here for your rights to appeal this decision. Should you wish to have a written submission considered with the Rules and Discipline Report to be considered by the ASP Board of Directors in relation to this incident, please send it to rules@aspworldtour.com before 12 September 2011.

Yours Sincerely,
ASP Rules and Disciplinary Committee

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

A verdade é que isso já virou um "viral video" na web. Há quem ache que tudo isso é mesmo uma auto-promoção de Bobby Martinez que agora está de patrocínio novo e vai se dedicar a uma carreira como freesurfer fora do Tour.

Começa o Quiksilver Pro NY

Kelly Slater, tarrafada na valinha de Long Beach - Foto: ASP

Começou nessa terça-feira, 06 de setembro, o QUIKSILVER PRO NY, evento inédito em Long Beach, NY. Grande estrutura, grande mídia, tem até vestiário exclusivo para cada atleta. Nesse primeiro dia de competição só faltou mesmo as ondas. Os atletas da elite tiveram que competir em ondas de meio metro. E na merrequinha, até a prancha dos tops entra de borda e dá uma atoladinha. O dia foi especialmente bom para os brasileiros.

A Seleção Brasileira de Surf está com força total no evento de Nova York. Dos 5 atletas do Brasil, quatro avançaram direto para o Round 3: Jadson André (RN), Heitor Alves (CE), Raoni Monteiro (RJ) e Alejo Muniz (SC). Adriano de Souza (SP) não deu muita sorte e vai ter que encarar a repescagem do Round 2.


JADSON ANDRÉ (BRA) 11.77 X OWEN WRIGHT (AUS) 10.00 X BOBBY MARTINEZ (USA) 7.10

Jadson André surfou bem, se posicionou bem e soube surfar as melhores ondas de sua bateria. O australiano Owen Wright e o Americano Bobby Martinez vão para a repescagem e Jadson está garantido no Round 3.


HEITOR ALVES (BRA) 13.83 X MICK FANNING (AUS) 12.73 X ASHER NOLAN (USA) 8.60

Heitor Alves encaixou seu surf nas esquerdas pequenas de Long Beach e despachou o australiano Mick Fanning e o americano Asher Nolan direto para a repescagem. Heitor classificado para o Round 3


ALEJO MUNIZ (BRA) 14.40 X ADRIAN BUCHAN (AUS) 14.27 X CORY LOPEZ (USA) 12.97

Alejo Muniz destruiu a sua bateria. Surfou com power, jogou muita água e se classificou direto para o Round 3. Cory Lopez e Adrian Buchan na repescagem, Alejo classificado para o Round 3.


RAONI MONTEIRO (BRA) X MICHEL BOUREZ (PYF) X ADAM MELLING (AUS)

Uma bateria apertada, mas a raça do brasileiro Raoni Monteiro fez a diferença. Raoni garantido no Round 3, Bourez e Adam Melling na repescagem.


JOSH KERR (AUS) 18.57 x ADRIANO DE SOUZA (BRA) 15.34 X KAI OTTON (AUS) 11.54

O brasileiro Adriano de Souza pegou boas ondas e acertou alguns aéreos, mas Josh Kerr estava inspirado e venceu a bateria com aéreos certeiros e matadores. Adriano agora tem uma segunda chance na repescagem do evento.


O LIDER DO RANKING


ROUND 1 – HIGH LIGHTS


Repescagem


1 Mick Fanning (Aus) x Balaram Stack (EUA)
2 Owen Wright (Aus) x Asher Nolan (EUA)
3 Adrian Buchan (Aus) x Keanu Asing (Haw)
4 Bede Durbidge (Aus) x Bobby Martinez (EUA)
5 Michel Bourez (Tah) x Fred Patacchia (Haw)
6 Damien Hobgood (EUA) x Gabe Kling (EUA)
7 Adriano de Souza (Bra) x Travis Logie (Afr)
8 Kieren Perrow (Aus) x Cory Lopez (EUA)
9 Matt Wilkinson (Aus) x Adam Melling (Aus)
10 Chris Davidson (Aus) x Kai Otton (Aus)
11 Brett Simpson (EUA) x Taylor Knox (EUA)
12 Patrick Gudauskas (EUA) x Daniel Ross (Aus)


Veja mais direto no site do evento:

http://www.quiksilverpro.com/

6 de setembro de 2011

Medina vence em Zarautz


Show brasileiro no San Miguel Pro Zarautz 2011, evento 6 estrelas realizado em Zarautz, País Basco (Espanha).

O paulista Gabriel Medina, mais uma vez imbatível, venceu o evento de forma avassaladora. O vice-campeão do evento foi o paranaense Peterson Crisanto, em 3° lugar os também brasileiros Tiago Camarão e Tomas Hermes e na 5ª colocação Wiggolly Dantas e Alex Ribeiro. Arrastão brasileiro!!

Medina agora ocupa a 14ª posição no ranking da ASP, já está garantido na elite que disputa o World Tour. Sem dúvida alguma, um grande surfista que tem tudo para ser campeão mundial.

Resultados do San Miguel Pro Zarautz 2011

1 Gabriel Medina (Bra)
2 Peterson Crisanto (Bra)
3 Thiago Camarão (Bra)
3 Tomas Hermes (Bra)
5 Wiggolly Dantas (Bra)
5 Alex Ribeiro (Bra)

5 Romain Cloitre (Fra)
5 Nicholas Squires (Aus)
9 Mikael Picon (Fra)
9 Messias Félix (Bra)
9 Dion Atkinson (Aus)
9 Heath Joske (Aus)

ASP World Ranking 2011 depois de 32 etapas

1 Kelly Slater (EUA) – 71.000 pontos
2 Jordy Smith (Afr) – 52.000
3 Mick Fanning (Aus) – 44.949
4 Owen Wright (Aus) – 41.650
5 Taj Burrow (Aus) – 39.797
6 Jeremy Flores (Fra) – 38.570
7 Joel Parkinson (Aus) – 37.207
8 Adrian Buchan (Aus) – 36.391
9 Bede Durbidge (Aus) – 36.013
10 Michel Bourez (Tah) – 35.500
11 Damien Hobgood (EUA) – 33.970
12 Adriano de Souza (Bra) – 31.750
13 Julian Wilson (Aus) – 31.383
14 Gabriel Medina (Bra) – 28.870
15 Kieren Perrow (Aus) – 27.900
16 Josh Kerr (Aus) – 27.865
17 Matt Wilkinson (Aus) – 27.650
18 Raoni Monteiro (Bra) – 27.252
19 Chris Davidson (AUS) – 26.807
20 Alejo Muniz (Bra) – 26.791
21 Brett Simpson (EUA) – 25.492
22 Dane Reynolds (EUA) – 24.770
23 Patrick Gudauskas (EUA) – 24.270
24 Jadson André (Bra) – 24.190
25 Heitor Alves (Bra) – 23.845
26 Daniel Ross (Aus) – 22.956
27 Yadin Nicol (Aus) – 22.701
28 Miguel Pupo (Bra) – 22.283
29 Dusty Payne (Haw) – 21.975
30 Taylor Knox (EUA) – 21.550
31 Kai Otton (Aus) – 21.442
32 Travis Logie (Afr) – 20.293
38 Willian Cardoso (Bra) – 18.368


Fonte: Waves